Ministro defende maior integração produtiva e menos barreiras no comércio do Mercosul

O ministro Armando Monteiro encerra hoje a participação na 49a. Cúpula do Mercosul. Durante os dois dias, ministros da área econômica e chanceleres dos países membros do bloco discutiram os desafios para o próximo ano. O Uruguai assumiu a presidência pro-tempore, sucedendo o Paraguai.


Para Monteiro, o bloco tem que priorizar mais integração e derrubar barreiras: “Temos que fazer todos os esforços para iniciar a troca de ofertas com a União Europeia e tivemos uma convergência importante nesse sentido durante os debates. Precisamos tornar o comércio na região mais fluido, mais dinâmico, derrubar as barreiras ainda existentes e ampliar nossa integração produtiva. A integração produtiva regional é essencial para inserir o bloco nas cadeias produtivas globais. Precisamos também finalizar acordos que já debatemos há um bom tempo, como o de compras públicas”.